quinta-feira, 13 de julho de 2017

Estamos em novo endereço

(Foto: Josemário Alves | Comunicação)
 
A Prefeitura de Apodi lançou o novo portal do Município. O site oficial está disponível no endereço: www.apodi.rn.gov.br e contém todas as informações da gestão.

O novo portal traz ainda a Agência de Notícias do Município, Ouvidoria, página da Transparência, dentre outros. Acesse e confira.

Alan Silveira assina termo de adesão e cadastro ao Selo UNICEF 2017-2020

(Foto: Josemário Alves | Comunicação)
O Prefeito de Apodi Alan Silveira assinou, nesta semana, o termo de adesão e cadastro ao Selo UNICEF edição 2017-2020, do Fundo das Nações Unidas para a Infância. Com a assinatura, o município se compromete a criar ações que promovam políticas públicas voltadas para a criança e ao adolescente.

“Estamos priorizando as ações voltadas à nossa juventude, principalmente nas áreas da saúde, educação cultura e assistência social”, comentou Alan.

A reunião aconteceu no Gabinete Civil e contou com a participação dos secretários municipais de Educação e Cultura, Elmo Torres, de Saúde, Sabino Neto, e de Assistência Social, Isiany Menezes, além do presidente do Conselho Municipal do Direito da Criança e do Adolescente, Emerson Medeiros.

O Selo UNICEF é uma iniciativa do Fundo das Nações Unidas para a Infância para estimular os municípios a implementar políticas públicas para redução das desigualdades e garantir os direitos das crianças e dos adolescentes previstos na Convenção Internacional sobre os Direitos da Criança e no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

A metodologia do Selo inclui ações e Indicadores de impacto social relacionados aos direitos à saúde, educação, proteção e participação social de crianças e adolescentes.

Prefeitura conclui recuperação do maquinário e contabiliza gastos acima de R$ 250 mil

(Foto: Assessoria de Comunicação)
A Prefeitura de Apodi concluiu a recuperação de todo o maquinário do município que estava sucateado e contabilizou um gasto superior ao montante de R$ 250 mil de recursos próprios. A conclusão aconteceu nesta semana com a chegada da retroescavadeira. A máquina estava em oficinas na cidade de Mossoró desde o início do ano.

Retroescavadeira (Foto: Arquivo)
Conforme documentos dos setores de Compras e Contabilidade, somente no conserto da retroescavadeira foram consumidos R$ 75 mil. O restante dos recursos foi usado na recuperação de duas motos Bros, quatro tratores comuns, um carro-pipa, um trator de esteira, uma pá carregadeira e uma caçamba.

Segundo o prefeito Alan Silveira, a gestão recebeu o maquinário totalmente desgastado. Uma de suas primeiras ações como prefeito foi determinar o conserto urgente, para que as máquinas pudessem voltar à ativa.

“Recebemos essas máquinas sucateadas e necessitando de manutenção urgente. Somente após seis meses de gestão foi que conseguimos colocar todo o nosso maquinário nas ruas a serviço da população”, comentou.

terça-feira, 11 de julho de 2017

“Não vou medir esforços para evitar que o nosso hospital seja fechado”, afirma Alan

(Foto: Assessoria de Comunicação)
O prefeito de Apodi Alan Silveira participou na manhã desta terça-feira (11) de um importante ato contra a desativação do Hospital Regional Hélio Morais Marinho. Além do chefe do executivo municipal, vereadores, funcionários e parte da população estiveram participando do ato, cuja palavra de ordem era “Não” ao fechamento do hospital.

O prefeito falou que está, juntamente com toda sua equipe administrativa, elaborando um termo de acordo para ser apresentado à Secretaria Estadual de Saúde Pública (SESAP), onde o município se propõe realizar uma gestão compartilhada, mantendo os serviços de atendimento à população.

“Eu não vou medir esforços para evitar que o nosso hospital seja fechado. Não é hora de apontarmos culpados, mas de apontar soluções, e reafirmo que o município fará a sua parte e não vamos deixar à população à mercê”, disse.

(Foto: Assessoria de Comunicação)
O ato do contra ao fechamento do Hospital Regional de Apodi aconteceu em frente à própria unidade. O prefeito, bem como toda a população de Apodi e região, estão engajados na luta para que o hospital não seja fechado.

A insatisfação generalizada tomou conta da cidade logo após o Governo do Estado anunciar que irá desativar sete hospitais regionais em todo o Rio Grande do Norte, incluindo o Hospital Regional de Apodi.

Apodi realiza pré-Conferência da Assistência Social

Garantia dos direitos no fortalecimento do Sistema Único da Assistência Social (SUAS). Esse foi o tema central da pré-conferência da Assistência Social que aconteceu na tarde de segunda-feira (10) na sede do Centro de Referência da Assistência Social (CREAS) Lagoa Seca. O momento de discussões contou com a participação de um significativo número de participantes.

Psicólogos, assistentes sociais, pedagogos e parte da sociedade civil organizada participou do momento de discussões de políticas públicas para o Sistema Único da Assistência Social (SUAS). A pré-conferência da Assistência Social foi um momento de preparação para a conferência que acontecerá nos dias 27 e 28 deste mês.

Ao fazer a abertura oficial do evento, o prefeito Alan Silveira destacou a importância de repensar as ações e práticas do Sistema Único da Assistência Social, bem como a urgente necessidade da manutenção do acesso às seguranças assistenciais e articulação entre os serviços, com o intuito máximo da garantia dos direitos aos usuários.

segunda-feira, 10 de julho de 2017

“Não vamos deixar a população ficar desamparada”, afirma prefeito sobre desativação do hospital de Apodi

(Foto: Josemário Alves | Comunicação)

Foi durante uma reunião com os servidores do Hospital Regional de Apodi, na tarde desta segunda-feira (10), que o prefeito do município Alan Silveira afirmou que não vai permitir o fechamento da unidade pelo Governo do Rio Grande do Norte.

O gestor revelou que está elaborando uma proposta, junto à sua equipe, para levar à Secretaria Estadual de Saúde (SESAP) e selar uma gestão compartilhada. “A gente tem total interesse em ficar com o pronto-socorro e o Estado com o internamento. Mas para isso é preciso um planejamento financeiro, uma proposta técnica que seja viável à ambas as partes, que já estamos construindo. A população não vai ficar desamparada porque a gente não vai deixar”, destacou.

A desativação e transformação do hospital em uma Unidade de Pronto-atendimento foi anunciada no sábado (08) através de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado entre o Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério Público do RN (MPRN) e o Governo do Estado. Conforme a proposta, além de Apodi, outros seis hospitais regionais seriam fechados.

Preocupados com a saúde do Município, os servidores do Hospital Regional Hélio Morais Marinho procuraram o prefeito Alan para discutir uma solução. A técnica de enfermagem Silma Aires, que trabalha na unidade há 29 anos, foi enfática ao dizer que “hoje só temos o hospital como referência e, se não houver um acordo entre a prefeitura e o governo, a população vai ficar desassistida”.

(Foto: Josemário Alves | Comunicação)
Alan Silveira se comprometeu em continuar se reunindo com representantes do Estado para evitar o fechamento total do hospital. Ele disse ainda que está em constante conversas com a sociedade civil organizada no intuito de unir forças a favor da causa.

Os servidores também sinalizaram para uma possível manifestação pública contra a desativação. “A gente não está parado, estamos mobilizados buscando soluções junto aos órgãos competentes. Vamos fazer mobilizações na cidade, fazer barulho e chamar a população para entrar nesta luta com a gente”, concluiu Silma Aires.

Atualmente, o Hospital Regional de Apodi realiza uma série de atividades em parceira com o Município. Parte dos medicamentos e demais insumos necessários aos atendimentos são doados pela prefeitura, além de ceder quatro médicos por semana.

sexta-feira, 7 de julho de 2017

Em seis meses, prefeitura injetou mais de R$ 13 mi na economia de Apodi com pagamento de servidores

(Foto: Josemário Alves | Comunicação)
Durante os primeiros seis meses deste ano, a Prefeitura de Apodi injetou mais de R$ 13 milhões na economia local através da folha salarial. O pagamento dos servidores em dia foi fundamental para este resultado, segundo destaca o secretário de Finanças, Railton Diógenes.

(Foto: Josemário Alves | Comunicação)
“Assim que iniciamos a gestão, o prefeito Alan nos pediu que fizesse de tudo para pagar a folha dentro dos prazos legais, mesmo diante desta crise. Ele sabe o quanto o comércio e a economia local, como um todo, sofrem quando os servidores não recebem seus vencimentos. O dinheiro não circula e todo o município perde”, explicou Railton.

Conforme dados da Secretaria, foram pagos R$ 13,2 milhões de janeiro a junho. Este montante não inclui o repasse mensal à Câmara Municipal.

Para o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Apodi, Givanildo Batista, a quantia de R$ 13 milhões teve grande importância ao longo deste semestre para os comerciantes. Ele destaca que, neste período de crise, toda e qualquer ajuda é bem vinda e que o pagamento da folha em dia pela prefeitura teve sua parcela de contribuição.

“O servidor que recebe em dia, paga suas contas em dia e compra mais, tudo isso movimenta o comércio. Não tenho dúvidas de que este valor aqueceu a nossa economia”, comenta Givanildo.

O secretário Railton Diógenes acrescenta que o pagamento da folha em dia é uma exigência do prefeito Alan Silveira.

“O prefeito reconhece que não está fazendo mais do que sua obrigação, mesmo assim, ele exige que façamos o possível para pagar os servidores até o quinto dia útil de cada mês. Isso porque, além de movimentar a economia local, o pagamento em dia mantém o pessoal estimulado a fazer um bom serviço, e isso é muito benéfico para o município”, conclui.